História

Divinésia é um município brasileiro, terra antiga de índios e originário de uma religiosidade popular de devoção católica ao Divino Espírito Santo. Está situado no Estado de Minas Gerais, pertencente à mesorregião da Zona da Mata e à microrregião de Ubá, criado pela Lei nº 2.764 de 30 de dezembro de 1962, emancipado de Ubá.

Seu território ocupa 118,36km² no alto da serra banhado pelo córrego São Francisco e o córrego das Posses. A população estimada no ano de 2017 é de aproximadamente 3.455 habitantes, sua altitude 763m e sua densidade 26,8 hab/km².

A fonte de renda dos moradores deste município consiste em atividades agropecuárias e silvicultura. Alguns trabalham em indústrias fora do município nas cidades de Ubá, Rodeiro e Visconde do Rio Branco, permanecendo fora de casa durante todo o dia.

Outros são funcionários públicos estaduais e municipais. Atualmente tem ganhado destaque na Economia do município a atividade madeireira, tendo 14 serrarias e muitas delas empregam mão de obra feminina. O comércio é bastante tímido ainda. A maioria dos moradores é de baixa renda.

Nossa Bandeira

bandeira divinesia

Ela teve sua origem num concurso público promovido pela Escola Estadual Professor Biolkino de Andrade. A ganhadora do concurso, portanto, autora da Bandeira foi a Senhora Manira Jorge de Siqueira.

Símbolos Presentes na Bandeira:

  • Azul: céu;
  • Branco: paz;
  • O globo: a terra, o mundo onde vivemos;
  • A pomba: representa o Padroeiro Divino Espírito Santo;
  • Café e Cana de açúcar: produtos da terra e muito abundantes na época.

Pontos Turísticos

  • Gruta de Nossa Senhora Aparecida;
  • Gruta de Nossa Senhora de Lourdes com o Cruzeiro de Fundação do Lugarejo que deu origem a Divinésia;
  • Cachoeira (propriedade do Sr. Valmir Alves);
  • Montanha para os saltos de “Pára-pente” (no terreno do Sr. Paulo Gaúcho);
  • Igreja Matriz do Divino Espírito Santo;
  • Vista da Torre de Televisão e Telefonia