Capacitação de Funcionários Envolvidos em Restauração de Bem Tombado

RESPONSÁVEIS: Marco Aurélio Furiatti Filho – Chefe do Setor de Patrimônio Cultural de Divinésia – Gláucia Meichilb – Presidente do Conselho do Patrimônio Histórico e Cultural do Município de Divinésia

DATA e HORÁRIO: 17 de outubro de 2017 das 8h às 10h

ENDEREÇO: Igreja Matriz do Divino Espírito Santo, situada à Praça Padre Nelson Tafuri, 129, centro

PARTICIPANTES: 10 Pedreiros Envolvidos na obra de restauração, padre Antônio Carlos, presidente do Conselho do Patrimônio de Divinésia, prefeito municipal e alguns convidados.

Realizamos no dia e hora acima citados uma pequena formação de aproximadamente duas horas envolvendo o pedreiros que estão desenvolvendo o trabalho de restauração da Igreja Matriz do Divino Espírito Santo. Foi a primeira que aconteceu nessa perspectiva e superou todas as expectativas.

No primeiro momento o chefe do setor de Patrimônio explicou sobre o bem envolvido, sua importância para a história e cultura do município envolvendo o papel importante que os restauradores, pedreiros, pintores têm e como serão lembrados nas futuras gerações.

A presidente do Conselho a Sra: Gláucia também mostrou a aos envolvidos como eles estão não apenas realizando um obra qualquer, mas algo de grande valor para o povo divinesiano e dessa forma estão entrando para os anais da história.

O mais interessante foi o retorno que as falas fizeram. Alguns não sabiam que estavam mexendo com um bem tombado e adoraram a informação e se sentiram empolgados e conscientes do quão precioso é seu trabalho. Outros quiseram se pronunciar relembrando antepassados e outros momentos de restauração do bem quando ainda não era tombado, associando ao presente momento.

Estavam presentes o padre que apenas reforçou algumas ideias ficando bem atento àquilo que foi falado e ressaltando a importância de parcerias para que tudo aconteça da melhor maneira possível.

O prefeito de Divinésia que também passou pela reunião deu sua contribuição incentivando ainda mais para que os trabalhos continuem da melhor maneira possível se colocando à inteira disposição para ajudar.

A formação terminou com gostinho de quero mais despertando a todos para algo que para muitos era novo e fortalecendo ideias importantes de valorização do patrimônio público e como esse patrimônio deve ser tratado.

Compartilhe nas Mídias Sociais